sexta-feira, 1 de maio de 2020

Obatalá


Òrìsànlá ou Obàtálá na África, "O Grande Òrìsà" ou "O Rei do Pano Branco", na mitologia yoruba, é o criador do mundo, dos homens, animais e plantas. Foi o primeiro Orixá criado por Olodumare e é considerado o maior de todos os Orixás.

Obatalá é o mais velho dos Òrìsás, o rei de vestes brancas, raiz de todos os outros Òòsààlà. Ele não é feito, faz-se Ayrà ou Òsun Oparà. É o pai de Osàlúfón, que por sua vez é o pai de Osoguian. Tão grande e poderoso é Obàtálá que não se manifesta, sua palavra transforma-se, imediatamente, em realidade.

Obatalá representa a massa de ar, as águas frias e imóveis do começo do mundo, controla a formação de novos seres, é o senhor dos vivos e dos mortos, preside o nascimento, a iniciação e a morte. É o responsável pelos defeitos físicos, e é corcunda porque recusou-se a fazer uma oferenda de sal numa cabaça e Èsù castigou-o pregando a cabaça nas costas, razão pela qual não come sal. Comer sal para ele constitui um ato de alto canibalismo.

Obatalá deu a palavra ao homem e durante suas festas não se fala. Durante três semanas tudo é silêncio, pois a palavra é dele. Obatalá é o filho direto de Olorum, o criador do universo. Depois de criado o universo e a terra em específico, e depois de milhares de anos, resolveu dar vida à terra e enviou seu filho direto "Obatalá" para esse fim à terra que até então era composta de água.

Obatalá veio com o saco da criação. Obatalá trouxe consigo uma galinha d'angola que foi responsável por espalhar a terra sobre as águas, dando desta maneira forma à terra sobre a água, depois de criado os montes etc.. Obatalá criou os vegetais, animais e por último da própria criação "terra". Com ajuda de Nanã, moldou o ser humano com o barro e com seu sopro deu vida ao ser humano.

Por isso, quando as pessoas têm um grande problema de saúde, é a este Orixá que se pode recorrer. Claro que dependendo do tipo de doença que seja, podemos recorrer também a outros Orixás. Obatalá é quem rege tudo o que é branco sobre a terra em todo sentido da palavra pureza.

Obatalá - Oba (rei) alá (branco) Òsàlá - Palavra de origem árabe, mais precisamente de inshalla, com o significado de "se Deus quiser, se Deus o permitir". Orisa-Nla, Orisala ou (Orixalá e Oxalá em português) é o primeiro Orisa Funfun nascido diretamente de Olorun (DEUS) (tudo desses orixás é de cor branca).

O Reverendo Samuel Johnson, no livro "The History of the Yorubas", Lagos, 1937, escreve: “Orisalá é encarregado do poder criador e é considerado um co-trabalhador de Olorun. Supõe-se que o homem tenha sido feito por Deus e modelado por Orisala. Seus adeptos se distinguem pelo uso de colares de contas brancas e pelas roupas brancas. Não podem beber vinho de palmeira. Os sacrifícios por eles oferecidos não podem conter sal.”

Samuel Johnson, também no livro "The History of the Yorubas", Lagos, 1937, escreve: (cont.) “Os albinos, os anões, os estropiados e os corcundas são considerados sagrados por esse orisa. Orisala é o nome comum, conhecido e adorado em diversas cidades e sob diversos nomes: Orisa Oluofin em Iwofin, Orisako em Oko, Orisakire em Ikire, Orisagiyan em Ejigbo, Orisaeguin em Owu, Orisajaye em Ijaye, Obatala em Oba.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário